Redação SRZD

O radialista Loureiro Neto, da Rádio Globo, teve morte cerebral na noite desta terça-feira, 25. Ele sofria de problemas cardíacos e desde o dia 16 de janeiro estava internado no Copa D'Or, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Às 9h15 desta quarta,Foto: Divulgação26, os médicos aguardavam apenas a autorização da família para desligar os aparelhos. Até então, não havia informações sobre o dia e o horário do velório e do enterro.
Em nota, a Rádio Globo divulgou uma homenagem ao radialista, que era descrito pelos colegas como "o mais carioca dos portugueses":
"Loureiro nasceu em Portugual, mas adotou e foi adotado por Copacabana. Conhecia os bares, os garçons, os jornaleiros, os porteiros e peladeiros. Loureiro era da praia e do futebol. Vascaíno apaixonado, foi referência e criou escola de como fazer uma cobertura esportiva. Ele era da praia, da bola e do samba. Mangueirense, foi presidente de ala na verde e rosa e um defensor das tradições e do bom carnaval. Loureiro foi o mais carioca dos portugueses".