Se Tom Jobim se rendeu a ela, quem somos nós para contestar? A ex-modelo Luma de Oliveira, 55 anos, revelou somente agora o elogio em forma de letra que o compositor lhe fez em 1989: “Minha Luma verdadeira, mulher brasileira, tem samba, tem ginga, ela dança à noite inteira, ama o Carnaval, o subúrbio, o Rio de Janeiro, porque Luma de Oliveira, é Luma pra vida inteira”.

Publicidade

Ela lembra da dúvida que sempre habitou o imaginário de tom: “a beleza e a classe de luma é Coisa de Deus ou do Diabo”?



Com reportagem de Eudes Lima para Isto É