Medidas lançadas pelo Governador João Azevedo contemplaram requerimentos apresentados pelo Parlamentar


Publicidade

Nessa quinta-feira, 02 de abril, Deputados estudais da região do sertão, Dr. Érico Djan (Cidadania), Nabor Wanderley (PRB) Taciano Diniz (Avante) e Polyanna Dutra (PSB) , assinaram um requerimento encaminhado à Presidência da Assembléia Legislativa, solicitando a realização de uma Audiência Pública remota, para o dia 07/04, com a finalidade de debater o suporte e a necessidade de um Hospital de Campanha para atender os pacientes com coronavírus na cidade de Patos, bem como a instalação e ampliação de respiradores pulmonares para hospitais dos municípios de Taperoá, Piancó, Itaporanga, Pombal, Catolé do Rocha, Sousa e Cajazeiras.

Além dos respectivos pleitos que serão discutidos, os parlamentares também requereram a participação do Secretário de Saúde, Dr. Geraldo Medeiros, ou um representante do Plano de Contingência Estadual COVID-19. Para Dr. Érico, Presidente da Comissão de Saúde da ALPB, é fundamental preparar a estrutura hospitalar para um efetivo e ágil tratamento clínico aos pacientes diagnosticados com coronavírus. "Nossa região soma mais de 01 milhão de pessoas, é preciso de mais leitos para internato, respiradores para aqueles que precisam de uma terapia mais intensiva, testes diagnósticos e mais equipamentos de proteção individual com o intuito de enfrentarmos essa pandemia. Por isso, mobilizamos todo o Legislativo estadual nessa guerra biológica", destacou.


Ainda nessa quinta-feira, o Governador João Azevêdo anunciou série de medidas econômicas com o intuito de atenuar as consequências do isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus. Algumas destas, apresentadas por Dr. Érico em ofício no último dia 20/03', como a distribuição de kit de higiene pessoal à população mais carente, suspensão das cobranças das contas de água da população assistida por programas sociais e suspensão dos protestos a devedores ativos do Estado, pelo prazo de 90 dias.

Além das referidas ações , destaquem-se: linha de crédito especial para 1450 empreendedores; carência de 90 dias para pagamento de débitos do Refis e dos parcelamentos administrativos de débitos a vencer; suspensão do corte de água pra famílias inscritas na Tarifa social da Cagepa; aumento no valor do Cartão Alimentação e maior número de refeições nos Restaurantes Populares; edital de R$ 2 milhões para aquisição de produtos da Agricultura Familiar e repasse de 01 milhão do projeto acolher pra entidades sociais. As ações representam um impacto R$ 145,5 milhões nos cofres do Estado.

ASSESSORIA - DR. ÉRICO