O governador João Azevêdo (Cidadania) afirmou que a preocupação atual é fazer com que as pessoas se mantenham em isolamento social para que não exista um colapso no sistema de saúde, como já está acontecendo em alguns estados do Nordeste.

Ele comentou, durante entrevista à Rádio Caturité FM, que o pico da Covid-19 na Paraíba está previsto para o mês de maio e é necessário que as pessoas respeitem o que recomenda a Organização Mundial da Saúde e fiquem em casa.

Publicidade

João destacou que, caso seja necessário sair, é estritamente necessário o uso de máscaras para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Ele considerou que os números registrados no Brasil são alarmantes, com mais de 78 mil casos confirmados e 5.500 mortes.

– Infelizmente, essa situação não é controlável. Só existe uma maneira de fazer com que a curva não seja tão crescente, que é através do isolamento social. A redução da contaminação é fundamental para que menos pessoas procurem leitos de UTI e a gente possa completar o plano e oferecer assistência aos que precisam – ponderou.

O governador citou que existem pessoas saindo normalmente como se a vida estivesse em estado de normalidade e lembrou que a Covid-19 mata e até agora não existe tratamento específico ou vacina.



Ele ainda disse que é necessário ter consciência e manter o isolamento social para que a proteção se estenda a todos.

– Estamos diante de uma doença que mata e atinge a todo mundo. Você pode ter o dinheiro que for, porque vai faltar ar. Temos que ter consciência coletiva – disse.

Com informações de Paraíbaonline