Desde o início da pandemia do novo coronavírus, Bolsonaro tem se posicionado contra medidas de restrições adotadas por governadores e prefeitos

Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro destacou mais uma vez neste sábado (18) o impacto de medidas de restrição nos empregos no País. Da rampa do Palácio do Planalto, onde esteve nesta tarde, o presidente disse ainda que uma possível abertura do comércio no Distrito Federal em 3 de maio seria "tarde". "São alguns milhões de empregos formais que foram destruídos, fora os informais", disse

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, Bolsonaro tem se posicionado contra medidas de restrições adotadas por governadores e prefeitos. O presidente prega a realização de um isolamento vertical, voltado para grupos de risco, para garantir o reaquecimento da economia.



Bolsonaro foi ao Palácio do Planalto neste sábado, apesar de não ter compromissos oficiais previstos em sua agenda. Durante pouco mais de uma hora, o presidente observou o movimento em frente ao Palácio e acenou para apoiadores. O chefe do Executivo chegou a descer a rampa e se aproximar dos apoiadores causando aglomerações.

Bolsonaro não cumprimentou os populares fisicamente, apenas recebeu um quadro de Jesus e uma bandeira com temática contra o aborto.

Com informações de Estadão Conteúdo