A secretária de desenvolvimento de Campina Grande, Rosália Lucas, comentou sobre uma nova reunião que ocorrerá neste sábado (11), com o objetivo de tratar de assuntos relacionados à abertura gradual do comércio na Rainha da Borborema.

Publicidade

De acordo com ela, em entrevista a Rádio Caturité, há uma discussão desde o início da crise do coronavírus, bem polarizada que foi inicialmente: saúde versus economia. No entanto, mais à frente, em sua visão, também adentrou no campo ideológico, principalmente após o primeiro pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Durante as afirmações, Rosália pontuou que acredita que deva haver uma convergência, e que em Campina Grande, há serviços essenciais que estão funcionando.

“Nós vamos apresentar uma segunda cartilha, uma segunda versão hoje nessa reunião, ela é bem mais didática e bem mais pautada para o lojista implantar condições nas lojas bem mais rigorosas do que a anterior”, disse.


Segundo ela, outro ponto destacado é que o lojista, a partir do momento que abre a loja, precisa ter uma responsabilidade muito grande com os colaboradores e clientes, no sentido de preservar a saúde. “É essa responsabilidade que a gente vem discutindo”, completou.
Por fim, a secretária ressaltou também que é necessário ter ciência que o comércio não irá abrir por abrir, e que haverá fiscalização para identificar se os procedimentos indicados estão, de fato, sendo cumpridos. “Então, a discussão de hoje é muito mais profunda no sentido de compromisso”, finalizou.
Com informações de Paraíba On Line