Atos de violência em protestos neste domingo

Grupo que manifestava contra o atual governo usava roupas pretas e trazia a faixa: "Democracia rubro-negra"

Manifestantes de grupos a favor e contrários ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entraram em confronto neste domingo (31/05), na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

O grupo que protestava contra o mandário do país, que contou com a participação de torcida organizada do Flamengo, vestia preto e trazia uma faixa com os dizeres: “Democracia rubro-negra”.

Eles se aproximaram de um outro protesto, a favor do presidente, e entraram em confronto com a Polícia Militar. Os agentes de segurança usaram spray de pimenta e gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes.


Já os que faziam um ato em favor de Bolsonaro usavam roupas verdes e amarelas. Eles se concentraram em frente ao posto 5 e, entre os gritos de apoio ao chefe do Executivo, criticavam o Supremo Tribunal Federal (STF).


Um terceiro protesto, que pedia igualdade racial, também se aproximou do grupo Bolsonarista e uma nova confusão começou. A polícia precisou interver novamente.

De acordo com o jornal O Globo, manifestantes apoiadores do presidente Bolsonaro acompanhavam um carro de som que dizia: “A pandemia é uma farsa para inserir o Brasil numa ditadura internacional comunista”.

Com informações de Metrópoles