© Reprodução/VEJA.com O empresário Mário Peixoto

Principal fornecedor dos governos Wilson Witzel e Sérgio Cabral, o empresário Mário Peixoto foi preso na manhã desta quinta-feira, 14, pela Polícia Federal. A ação, chamada de Favorito, é um dos braços da Operação Lava Jato no Rio. De acordo com as investigações, Peixoto e outros alvos da operação são acusados de participarem de uma organização criminosa que desviou dinheiro dos cofres públicos em compras superfaturadas na área de saúde. Ao todo, foram expedidos cinco mandados de prisão e 25 de busca e apreensão.

Publicidade



Outro alvo é o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio Paulo Melo (MDB). A força-tarefa é uma parceria da PF com o Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc), do Ministério Público estadual, e do Ministério Público Federal (MPF).



Com informações de Veja