Maçaneta e materiais de cobre matam covid em 4 horas

Maçanetas, corrimãos e carrinhos de compras devem ser revestidos de cobre para evitar a propagação do coronavírus, afirmou um importante cientista britânico.

William Keevil, um microbiologista sênior da Universidade de Southampton, alertou que a infecção pode sobreviver e permanecer contagiosa em aço e plástico por três dias, mas o coronavírus é eliminado em apenas quatro horas no cobre por causa das propriedades antibacterianas do metal, informou o Daily Mail.

Por isso, o cientista sugeriu a adoção de cobre no transporte público e até em equipamentos de ginástica, para serem revestidos com metal.

Motivo

Quando o coronavírus atinge o cobre, os íons metálicos – átomos carregados eletricamente – atacam a membrana lipídica do vírus, a estrutura que o protege. 


O cobre então invade a célula, destrói o DNA do vírus e ele morre. 

O professor William Keevil disse à Times que os ônibus na Polônia já são equipados com corrimãos banhados a cobre.

Ele lembrou também que em aeroportos no Chile e no Brasil quiosques de imigração são revestidos de metal.

E falou que algumas academias – repletas de bactérias e outros germes infecciosos – já cobriram halteres e outros equipamentos com cobre nos Estados Unidos.

Com informações do Daily Mail