Radialista denuncia descaso da prefeitura de Patos

O radialista patoense Vilmar Severo fez um desabado nas suas redes sociais, pois perdeu o seu tio nesta segunda-feira (12), vítima de Covid-19, na cidade de Patos (PB). As pessoas que morrem de Coronavírus, os familiares são obrigados a sepultarem os corpos sem a realização do velório e às pressas, e na hora faltou também um coveiro para realizar o sepultamento.

Publicidade


O radialista denunciou as redes sociais, que ao chegar no Cemitério São Miguel, foi informado aos familiares que não tinha coveiro disponível para fazer o sepultamento e para realizar o ato fúnebre teriam que pagar a outro trabalhador. O Comunicador pediu ao prefeito interino de Patos, Dr. Ivanes Lacerda, que fosse mais humano e tivesse mais respeito pelas pessoas, que sofre com a dor de perder um parente e ainda ter que pagar para ser sepultado.


Estranho esse descaso, pois a vereadora Edjane Araújo (PDT) disse recentemente ao Blog do Jordan Bezerra que não falta dinheiro para o prefeito em relação ao enfrentamento do COVID-19. Edjane disse que Patos tem recebido um volume significativo de recursos do governo federal, sendo mais de R$ 1.987.000 (Um milhão, novecentos e oitenta e sete mil reais) em uma primeira leva de repasses, além de emendas parlamentares dos deputados federais Dr. Damião Feliciano, Julian Lemos, Hugo Motta e Edna Enrique, que ultrapassam R$ 4.300.000 (Quatro milhões e trezentos mil reais), totalizando mais de 6.200.000,00 (seis milhões e duzentos mil reais) destinados ao município.


O Blog do Jordan Bezerra tentou ouvir o prefeito, mas não recebeu resposta. O espaço fica aberto para os esclarecimentos da prefeitura de Patos sobre a denúncia do radialista Vilmar Severo.

Veja o desabafo do radialista no vídeo abaixo: 






Com informações do Blog do Jordan Bezerra