5 meses de salários atrasados aos demitidos

A demissão em massa dos trabalhadores do Sistema Itatiunga de Comunicação LTDA vem causando muitos transtornos e também revolta por parte desempregados que alegam desrespeito por parte dos patrões. Nesta segunda-feira, dia 11, um dos demitidos decidiu pedir apoio para sensibilizar os diretores das rádios.

Publicidade


Pedindo para não ser identificado, o trabalhador relatou que vários colegas, inclusive o próprio, tem entre 5 e 4 meses de salários atrasados, além de não terem recebido 13º salário, direito a férias, não existe regularidade de depósitos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e nem ao INSS. Diante destes atrasos, os trabalhadores não estão recebendo o seguro desemprego.



“Tem colegas que deveria ter 12 Mil Reais no FGTS e só tem 4 Mil Reais. A questão dos depósitos do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) é outro problema. Não estavam pagando quase nada dos nossos direitos. Tem colegas passando muita dificuldade e em desespero. Quem tem outro trabalho para complementar a renda ainda vai, mas quem não tem? Não está fácil! Nem o auxílio emergencial podemos receber porque a carteira está assinada. É desesperador! E querem pagar apenas 40% para nós sem atualização de nada”, disse o trabalhador.


O Sistema Itatiunga de Comunicação LTDA demitiu os 16 trabalhadores da empresa e desde então tem tido uma programação no ar apenas com música. Os diretores da empresa não colocaram nota explicativa sobre os motivos da demissão em massa.

A reportagem buscou contato com alguns dos diretores, porém não obteve êxito. O espaço fica aberto para a versão da empresa.


Jozivan Antero – Patosonline.com

Reforçando a reportagem, nós do blogdonegreiros1.com também tentamos contato com os responsáveis, mas não obtivemos resposta.