Golpe no mercado imobiliário

Estima-se que quase 40 pessoas já registraram boletim de ocorrência denunciando um golpe praticado por um grupo de seis pessoas, sendo cinco corretores e um construtor, em Campina Grande.

Segundo o advogado Kelvin Araújo, o crime começava a partir do sonho da casa própria, em que as vítimas eram atraídas a venderem os seus imóveis para adquirir outro, em sua maioria, em condomínios fechados.

Kelvin explicou que as vítimas eram induzidas a comprar um imóvel com pouca entrada ou até mesmo entrada gratuita e, após um período, eram solicitados valores pelo construtor que, ao receber, dividia com os corretores e não colocava um tijolo sequer na obra das casas.

– A gente não tem ideia de quantas pessoas apresentaram boletim de ocorrência, mas acredita-se que 39 já devam ter apresentado o boletim. Estima-se que o golpe já teria gerado o prejuízo de mais de R$ 3 milhões – frisou.


O advogado destacou acreditar-se que os golpes vêm ocorrendo desde 2018. Ele frisou que, diante de tantos boletins de ocorrência, o delegado da Delegacia de Defraudações convocou as vítimas para uma reunião de apresentação de documentos para que as diligências continuem.

O construtor Samuel de Farias, que fazia parte do grupo que aplicava os golpes, está foragido.

Com informações Paraibaonline