Na noite desta quinta-feira 27), durante a coletiva de imprensa de lançamento dos coadjuvantes Ivanes Lacerda (prefeito) e Lucinha Peixoto (vice) que vão disputar com outros dois coadjuvantes, Ramonilson e Joubert, a prefeitura de Patos, os verdadeiros protagonistas da corrida eleitoral, Dinaldinho (MDB) e Nabor Wanderley (Republicanos), trocaram farpas.

Primeiro foi o republicano que, ao ser questionado sobre uma possível aliança com o emedebista, afirmou que “um diálogo nesse momento seria muito difícil” e classificou o prefeito afastado como o principal culpado pelos problemas administrativos de Patos, reconhecendo que Dinaldinho é o grande protagonista do pleito.


Logo em seguida, foi Dinaldinho quem rebateu e disse que acha que Nabor tem “uma apaixonite por ele”. “Não me esquece. Não sabe dar um passo sem falar de mim ou do meu pai”, disparou Wanderley no twitter.

A história é clara: ao tentar culpar Dinaldinho pelo caos administrativo de Patos, Nabor revela sofrer com problemas de memória pois foi nos seus oito anos de gestão , somados com os três anos e meio de Chica Mota, que aconteceram os desvios de recursos denunciados pelo MPF na Operação Desumanidade.

Com informações de Dércio.com.br