O Superior Tribunal de Justiça (STJ) prorrogou por 120 dias o afastamento dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima. A decisão foi tomada ontem (19), quando a Corte Especial acatou pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PRG).


A assessoria do TCE-PB informou ao ParlamentoPB que não foi comunicada da decisão.
Nominando e Arthur foram afastados do cargo em dezembro do ano passado no âmbito da Operação Calvário. O afastamento ocorreu por decisão também do STJs.

Segundo as investigações da Operação Calvário, os dois receberam propina para aprovar as contas da Cruz Vermelha, usada pelo ex-governador Ricardo Coutinho para desviar recursos de hospitais que administrava no estado.


Os conselheiros foram afastados pelo ministro Francisco Falcão, relator do caso no STJ. decisão que foi confirmada posteriormente pelos demais ministros da Corte Especial. 

    
Com informações de Parlamentopb