Plano de contingenciamento para distribuição e aplicação da vacina inclui compra de equipamentos e criação de centros de imunização

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) anunciou, nesta terça-feira (1°), a preparação de um plano de contingenciamento para imunização contra a COVID-19. Segundo o chefe da pasta, Carlos Eduardo Amaral, a ideia é que o protocolo oriente os municípios no processo de vacinação da população mineira, tão logo o imunizante esteja disponível no mercado. 

"Nós estamos nos preparando para, quando chegar essa vacina, termos condições de fornecer os insumos, distribuir adequadamente a vacina e, inclusive, fazer o acompanhamento pós-vacina", disse Amaral, em coletiva virtual transmitida nesta terça-feira.

De acordo com a SES-MG, as ações previstas no planejamento foram pensadas antevendo uma possível corrida mundial para a aquisição de equipamentos e materiais necessários ao armazenamento das doses e aplicação do imunobiológico, quando a vacina for aprovada, movimento que deve causar aumento nos preços dos itens e a falta deles no mercado.


“O objetivo do plano é organizar nossas ações e estratégias para a imunização, abordando as fases de pré-campanha, campanha e pós campanha. O foco, primeiramente, é a fase de pré-campanha, na qual vamos preparar a rede de saúde de Minas para aquela que pode ser considerada a maior vacinação do planeta”, ressaltou Amaral.

O dirigente estima que, em seis meses, toda a rede de saúde mineira esteja estruturada para atender a população.

Insumos e centros

Segundo informações da SES-MG, o plano estadual prevê a compra de seringas, refletores para a Rede de Frio e câmaras de refrigeração para regionais e municípios. Os dispositivos são necessários ao armazenamento das vacinas. Outra ação citada pelo governo é cotação do aluguel de contêineres para depósito das imunizações. O projeto inclui ainda a capacitação de profissionais e o diagnóstico das regionais.

Para a aplicação das doses, o estado anunciou a criação de 15 Centros de Referência em Imunobiológicos Especiais (Crie) e Vigilância de Eventos Adversos Pós-Vacinação em todo o estado. Atualmente, o serviço está disponível apenas em Belo Horizonte e Juiz de Fora. Os locais oferecem vacinas, imunoglobulinas e soros indicados em situações especiais. Por exemplo, pessoas com problemas de saúde requerem vacinas não contempladas no Programa Nacional de Imunizações ou profilaxias pós-exposição a animais e a material biológico.

Também consta no programa que a demanda por vacinas contra o novo coronavírus deve ser estimada com foco nos grupos prioritários, ou seja, profissionais de saúde, idosos e pacientes que apresentam comorbidades que os tornam mais vulneráveis à COVID-19.

Mais detalhes do plano serão divulgados às 19h, em live transmitida no Instagram da SES-MG.

Com informações do Estado de Minas