O jornalista Cid Moreira completa 92 anos de vida nesta sexta-feira (18). Em entrevista ao ‘Na Telinha’, ele relembrou a época em que apresentava o Jornal Nacional e explicou que era tudo muito artesanal na TV e que as notícias da última hora eram um sufoco na redação.

“Como tudo ainda era meio experimental, às vezes, entrava uma imagem que não condizia com o texto. Era um sufoco as notícias de última hora para editar. As regiões eram interligadas por links e às vezes demorava muito para chegar as informações”, contou Cid ao ‘Na Telinha’.


O apresentador também relembrou sua fama na Globo enquanto estava à rente das câmeras do Jornal Nacional. “Às vezes eu tinha que sair escondido da emissora, em um portão diferente, para conseguir ir embora para casa sem o tumulto dos fãs. Uma vez quebraram meu carro na confusão.”

Com informações de Isto É