Ana Thereza Suassuna também afirma que não vê a filha que tem com ele há mais de um mês

A socialite Ana Thereza Suassuna denunciou em suas redes sociais que foi agredida por seu ex-marido, Chiquinho Pereira, ao tentar recuperar a filha. Ela o acusa de não devolver a menina, de apenas um ano e oito meses, após levá-la para uma visita há cerca de um mês. O casal tem a guarda compartilhada da criança que, por decisão da Justiça, tem residência fixa com a mãe.

“O pai tem direito a visitas quinzenais. E, da última vez que ela foi, no dia 10 de agosto, nunca mais voltou. Estou há 30 dias sem contato físico com a minha bebê. E, em uma das tentativas de saber o paradeiro dela, eu sofri a violência física e tive meu celular destruído pelo pai da menor”, contou Ana Thereza em entrevista à coluna. “Ela está desaparecida. O pai não me diz o endereço de onde ela tem dormido”.



Ana Thereza também luta para reaver a guarda de suas duas filhas mais velhas. As meninas são frutos de seu casamento com Fabrício Suassuna, filho de Ney Suassuna, senador durante 12 anos pelo estado da Paraíba. “Eu perdi a guarda pois no dia da audiência me internaram a força num manicômio público, há um ano e meio. Hoje as vejo apenas 10 dias por mês”, afirma.

Ela ainda conta que os dois ex-maridos a agrediram fisicamente. “Fui agredida duas vezes por Fabrício Suassuna, com quem fui casada durante doze anos, e duas vezes por Chiquinho Pereira”. Através de suas redes sociais, Ana Thereza está pedindo a colaboração de seus seguidores para arrecadar dinheiro para pagar um advogado pela plataforma Vakinha. Até agora, dezessete pessoas doaram o valor de R$ 1.070. A meta é R$ 10 mil.

Da Coluna de Leo Dias em Metrópoles