Com 20% mais caro devido à pandemia do novo coronavírus, o aumento do dólar, a polarização da mercadoria interna, vai faltar papel para imprimir os famigerados ‘santinhos’ dos candidatos no Brasil.

A informação é do presidente do Sindicato da Indústria Gráfica da Paraíba, Marcone Rocha, durante entrevista à Rádio Campina FM. Ele contou que a demanda é alta e está faltando insumo no país inteiro.

Além de toda atipicidade do período, com campanhas mais curtas, a pandemia, e os CNPJs das coligações sendo liberadas em cima do prazo para início da campanha eleitoral, que será neste domingo, 27, os candidatos irão enfrentar, ainda mais, essa dificuldade.


– Está faltando papel para impressão do material de campanha. Pela minha experiência sei que vai ter candidato que não terá nenhuma propaganda impressa. Não tem mais de onde a gente comprar, os preços aumentaram em mais de 20% e tem muito candidato concorrendo no país inteiro. Quem correr primeiro pode até ter o seu material, mas sei que vai ter alguns que não terão nenhuma publicidade – disse.

Com informações de Paraibaonline