O candidato a vereador pelo Patriota Josmá Oliveira, em recente live, criticou severamente o governo do Estado pela não mais realização de cirurgias eletivas no Hospital Regional de Patos, como eram feitas normalmente antes de Ricardo Coutinho ter sido governador da Paraíba. 

Revelou o empresário e candidato Josmá Oliveira que foi uma medida sem sentido, de uma vez que as cirurgias eletivas continuam sendo feitas em hospitais particulares de Patos, a exemplo do Hospital São Francisco. "Agora, para se realizar um procedimento cirúrgico nessa casa de saúde é preciso ter condições financeiras, o que não é o caso das pessoas pobres ou que têm unicamente o cartão do SUS"


Depois acrescentou: "Um paciente, morador de Patos, para se submeter a uma cirurgia eletiva, tem que se deslocar para outras cidades, como Alexandria, Taperoá, São Mamede, etc., todas com menos de 15 mil habitantes e sem hospitais com as condições oferecidas pelo HRP, inclusive em relação à equipe médica. Patos, hoje, tem uma população estimada em mais de 110 mil habitantes, sem contar a população flutuante, de uma vez que  é um município que serve de confluência para mais de 30 cidades. Simplesmente, a retiradas das cirurgias eletivas foi um grande erro, por parte dos setores de saúde do Estado".

Josmá Oliveira revelou que, eleito vereador, fará o que for possível para fazer retornarem as referidas cirurgias no Hospital Regional. "Não entendo a razão dos vereadores terem ficado omissos nessa questão tão delicada. Asseguro que lutarei para que esse problema possa ser resolvido e não seja mais necessário se ter que ir, por exemplo, a Alexandria, com despesas financeiras e padecendo em estradas precárias, além da estada, para se poder fazer uma cirurgia, quando se poderia fazer aqui em Patos, sem maiores riscos e perto dos familiares"

Concluindo, disse Josmá Oliveira: " O que estou dizendo, como um desabafo ou revolta, não é uma simples promessa, costumeira em período eleitoral, é algo que sai do meu coração. Digo mais, se não cumprir com minha palavra, os que confiarem em mim e me derem seu voto, podem exigir o meu mandato de volta, pois, em suma, serei um empregado de todos os patoenses que pagam seus impostos. Eu saberei honrar cada voto e cada eleitor!"

Por Marcos Nogueira