Por: Marcos Nogueira

Após a homologação dos nomes dos candidatos a prefeito e a  vereador, a campanha política se  iniciou em  Patos, com visitas dos pleiteantes aos diferente bairros da cidade, com entrega de "santinhos" e promessas de ' novos' dias, como é feito costumeiramente em período de pleito eleitoral.

Concorrendo às 17 cadeiras do legislativo, cerca de 300 candidatos entraram na luta cívica, enquanto quatro nomes disputam a cadeira de prefeito, pelas diferentes coligações:  Lenildo Morais, Ramonilsom Alves, Nabor Wanderley e Herbert Tiburtino. Eles apostam na renovação ou no continuísmo de seu trabalho, cabendo ao eleitor, depois de reflexão ou análise, fazer sua opção ou escolha, embora ainda existam os eleitores radicais e os que votam unicamente pela oferta de favores ou ajudas financeiras.


O certo, embora haja um certo favoritismo por parte de alguns candidatos ao executivo, é que grande parte do eleitorado ainda não se decidiu quanto a seu voto, tanto para prefeito, quanto para vereador. Sabe-se, porém, que haverá renovação no poder legislativo, em razão da decepção proporcionada pelos que fazem esse poder, o que motiva os concorrentes a pleitear uma vaga no legislativo patoense.

Nomes em destaque

Ente os vereadores que buscam reeleição, os parlamentares Toinho Nascimento e Raniere Ramalho figuram entre os que poderão ter retorno, haja vista seu trabalho como parlamentar, tanto na Câmara de Vereadores, como na periferia de Patos, o que é reconhecido pela maioria do eleitorado patoense.

Josmá Oliveira

Sendo um dos responsáveis pela candidatura do juiz aposentado Ramonilsom Alves, o jovem Josmá Oliveira desponta como um dos prováveis eleitos, no pleito de 15 de novembro, figurando em todas as sondagens de intenção de voto e tendo importantes apoios à sua causa. Josmá Oliveira disputa seu primeiro mandato, mas já se destaca no meio político pela sua luta em prol das classes menos favorecidas, sendo, inclusive, presidente do Patriotas, quando foi sondado para ser candidato a prefeito, tendo recusado, optando pelo nome do juiz (aposentado) Ramonilsom Alves, a quem entregou a referida presidência.

O termômetro político não assinala ainda mudanças sensíveis, embora um debate tenha acontecido, o que tende a acontecer no transcorrer da campanha, quando poderemos ter uma visão melhor da inclinação do eleitorado de Patos.

Marcos Nogueira é Jornalista e ex Editor de vários jornais da Paraíba