O candidato a prefeito de Patos pela coligação, “Para devolver Patos ao povo” Rmonilson Alves, protocolou junto à Polícia Federal, nesta sexta-feira 30, pedido de investigação criminal contra a presidente da Associação de Moradores do Bairro Monte Castelo, após um áudio vazado, onde ela afirma que as casas do Conjunto Habitacional, São Judas Tadeu, que será construída na cidade de Patos, não serão sorteadas e sim, distribuídas com os eleitores de um dos candidatos a prefeito mais um vereador que ela cita na gravação.

Para o Juiz Ramonilson, essa é uma atitude gravíssima e precisa ser apurada pelas autoridades responsáveis pelo pleito eleitoral.


Durante toda a sexta-feira, o assunto mais comentado nas redes sociais foi esse áudio, o que levou a presidente, emitir um documento informando que não falou em nome de candidatos e que não tinha autorização dos mesmos para tal negociação. Ela informa ainda que o fato foi distorcido, pois o que ela falou, é que vota no candidato citado bem como no vereador.

A assessoria do candidato citado e a Prefeitura de Patos, negaram qualquer afirmação no sentido de que eles tenham influência na seleção e sorteio dos cadastrados.

Mesmo diante de todas essas negativas, se faz necessário um aprofundamento nas influências tanto do Estado como do Município no pleito de Patos.

Veja vídeo do Juiz Rmonilson:

 

Da redação blogdonegreiros1