Foto: Reprodução/Fazenda Tamanduá

Após um ano prejudicado pela falta de chuvas no Sertão da Paraíba, a Fazenda Tamanduá volta a mostrar sua pujança na produção de frutos orgânicos/biodinâmicos, tanto para o consumo interno, como para exportação.

A estimativa de produção de mangas para este ano é de 80 mil caixas de quatro quilos que são exportadas para a Europa.

Os primeiros contêineres começaram a desembarcar em Rotterdam, na Holanda, nesta semana, de onde serão distribuídas para os demais países europeus.


A produção de mangas da Fazenda Tamanduá possui um pomar de 30 há de mangas das variedades: Tommy Atkins e Keitt, com certificação biodinâmica do Instituto Biodinâmico de Botucatu, com a garantia da produção de alimento socialmente justo, livre de produtos químicos, contribuindo para uma preservação do meio ambiente e oferecendo ao consumidor um alimento seguro.

O período de floração normalmente se inicia no mês de julho e estende-se até o final de agosto.

A partir deste ponto contam-se 120 dias para o início da colheita dos frutos.


A fazenda utiliza, para uma melhor polinização e formação de frutos mais pesados e bem formados, abelhas que são introduzidas dentro do pomar, com colmeias de abelhas melíferas da própria fazenda.

Nesse período, além dos empregados fixos, a FT contrata cerca de 140 pessoas para o desenvolvimento de todo o trabalho, contribuindo para a geração de emprego e renda no município de Santa Terezinha.

Para o gerente de produção da Fazenda, engenheiro agrônomo Flávio A. de Medeiros: “É hora de se comemorar e agradecer a Deus pelo bom inverno, proporcionando mais emprego na região”.




Por Marcelo Negreiros - blogdonegreiros1