Foto: Marcelo Negreiros

Por Marcos Nogueira.

Diria o gozador da esquina: "Barba, cabelo e bigode". Outro diria: "E cabelo do nariz!"

-Não foi pra menos. Tudo articulado, nos mínimos detalhes! -Até Lucinha ('cabeça de rolinha!'). 

-Verdade, o Doutor não deixaria passar a ocasião, para saciar seus instintos e chutar quem magoou seu coração.

- Mas o Doutor não tem coração, tem titela!" 

-Menos, menos! Ele é bonzinho! -Bonzinho é ruim duas vezes!

 -O Boca hoje está impiedoso! 

-Eu, não, o mundo todo!

-Então, você acha....?

-Lógico, lógico, mais do que certo.

-Ah! Captei vossa mensagem, mestre shakespeareano, alencareanamente falando! Significa dizer que dentro do propósito havia outros propósitos. 

-Evidente!!


- Já sei,  os vereadores do 'balanço!' 

-Óbvio! Eles achavam que, atraídos pelo canto da sereia, não iriam morrer em mar profundo? Tolos duplamente, ao confiarem numa maquiavélica pessoa. 

Estava tudinho anotado no caderno. "A gente dá o milho, os bichos engordam e vão comendo a isca"

-Não precisa dizer mais nada, não sou mentecapto. Aí eles puxam o anzol. 

-Eureca! Descobriu o Brasil!

-Mas eu não pensava que eles fossem tão...

-Ardilosos, você quis dizer. E fala que não é mentecapto!

-Mas Boca, como chegou a essa conclusão?

-Tolo, se o Doutor pular da torre da igreja de paraquedas, eu pulo  ponta-cabeça!

Santo de Pau Oco, de vez em quando um pipoco!
-Não entendi! 

-É outra história, proibida para menores de 18 anos.  Outra cidade, sabe. Defuntos não falam.

-E eu não posso saber! Eita Boca misterioso!

-Quer silenciar ou quer 'silêncio?'

-Cada vez mais enigmático. Fala claro, Boca! 

E eu sou doido!

"Lá, Lari, Lalá! o Doutor se vingou e ainda vai gracejar!

- E, aí, Boca, nada para os que não souberam nadar?

- Acredito,  cinco Pai Nosso e 20 Ave Maria, está ganha uma assessoria!

-E 20 Pai Nosso e 50 Ave Maria?

- Aí, pode-se imaginar, uma Secretaria!

-Rei morto, rei posto!

- Nem os ossos são lembrados!

-É a vida! É a vida!

-Samba?...

-Não, mas que eles dançaram, dançaram! Tô morrendo de triste!

-Qué isso, Boca!...

- Ora, ora, brincaram com o povo e morreram na praia.Agora, não adianta chorar!

- Mas, Boca, diz isso, não!

-Caixão e vela preta!

-E muita grana, 'senhor!'. Pode crer. O peixe andou de porta em porta. E para o eleitor pobre é o que interessa!
 
-Quer dizer: feijão e arroz?...

-E uma garrafa de pinga!

-E agora?...

- Quatro anos de fartura! Cai, cai, tanajura, na panela da gordura...

-Boca não tem jeito!

-Vamos ver, vamos ver!

-Lá, Lari, Lalá!..

Tchau que já me vou!

-Até parece o outro doutor!

- Outro doutor, mentecapto?...

- Doutor Raiz!

-Tudo doido!

- O outro  doutor, doido por dinheiro!

Lá, Lari, Lalá!


*Marcos Nogueira é Jornalista