O piloto de avião baleado no restaurante Olho de Lula, no bairro Cabo Branco, em João Pessoa, foi alvo de um crime encomendado. É o que afirma o delegado Sílvio Bardasson, da Polícia Civil da Paraíba. A tentativa de homicídio aconteceu nessa sexta-feira (27), por volta das 14h40.

Victor Hugo Garcia, de 31 anos, foi atingido por vários tiros enquanto almoçava com uma mulher no restaurante no Cabo Branco. Ele foi socorrido pelo Samu e levado ao Hospital de Trauma da Capital, onde permanecia internado em estado grave, de acordo com boletim médico divulgado pela unidade, na manhã deste sábado (28).

Saiba mais


Piloto de avião baleado em restaurante no Cabo Branco continua internado em estado grave

O piloto está morando há dois meses na Paraíba, com a esposa.

Em entrevista à TV Tambaú, o delegado Sílvio Bardasson declarou que esse ataque contra Victor Hugo “foi um crime por encomenda. Não foi por acaso. Isso a gente já sabe. Isso é uma certeza.”

Ainda segundo o delegado, o atirador abandonou o carro usado no atentado e fugiu em outro veículo. Até a manhã de hoje, o autor dos disparos continuava foragido.

Com informações de Parlamentopb