O início da reforma do Parque Religioso Cruz da Menina, na cidade de Patos, foi bem recebida pelos moradores da cidade de Patos e também de outros estados que costumam visitar o local anualmente. Porém, para os trabalhadores da obra, a situação não tem sido favorável.

De acordo com alguns dos trabalhadores, que inclusive concederam entrevista para a reportagem da Rádio Espinharas, já faz mais de trinta dias que não recebem dinheiro da firma.

Também reclamam da falta de material, e que apenas uma pessoa está vistoriando a obra, mas que quase não aparece.


Para esclarecer alguns pontos, o administrador do Parque Religioso Cruz da Menina, Sidney Silva, explicou que o próprio parque, a paróquia São Francisco de Assis e a Diocese de Patos, não têm ligação direta com as obras que estão em andamento.

Ou seja, ele afirmou que essas três esferas citadas não estão envolvidas na compra de material, nem no pagamento dos trabalhadores.

Segundo ele, o nome da firma responsável pela obra é LK Construções, e confirmou que as denúncias dos trabalhadores são verídicas.

Ainda de acordo com Sidney, o engenheiro que reside em João Pessoa estaria vindo para visitar a obra na tarde dessa quarta-feira, dia 4.

Ouça mais detalhes no áudio que segue.

Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas FM, 97,9)

Matéria do Patosonline