Por:

Marcos Nogueira

-Bom dia, Boca! O que é que traz de novo?...

-Bom dia, Zé do Povo, amanheceu rimando?...

-Mais que rima, hoje quero filosofar!

-E o que diabo é isso?...

- É o que a gente faz todo dia. Meditar, falar dos problemas sociais...e até políticos!

-E é?!!! Quer dizer que somos filósofos!...

-Não como Platão, Sócrates, Aristóteles...

-E quem eram esses homens de nomes esquisitos?...

- Filósofos gregos, verdadeiros pensadores, responsáveis por muitos conceitos, aplicados nos dias atuais. Por exemplo, como ser justo, como se viver em harmonia, paz e tantas coisas mais!

-E tu estudaste isso?...

-Elementar, meu caro Watson!

-Agora chegou Valdemar...

com um balaio de merda!... Quem é esse Uatisom?

- Parceiro de Sherlock Holmes, o detetive criado por Conan Doyle!
-Homi!...

-A intelectualidade não bateu à tua porta! Não sabes nada de escritores!

-Quer que eu diga sobre Valdemar...

-Com um balaio de bosta? Mas que ínfima criatura!...

-Oxente, baixou espírito? Que doideira é essa?

-Esses vis mortais! Incapazes de absorver o néctar do saber e da ciência!

-Se não for espírito, é cachaça papuda! O homem não diz coisa com coisa. 

Fumou um baseado?


-Arrasta-te na tua simplória ignorância, enquanto me embriago na fonte do saber!

-Zé do Povo! Ô Zé do Povo! O bicho está hipnotizado! Só pode!...

-Engano, mancebo de trejeitos e de pinturas!

-A última palavra eu entendi, pintura! Quem vive de pinturas é o doido que tá falando! Ou não és tu, papagaio de pirata?

-Kkkkkkk. Gostou da encenação? Pois é, também sei fazer das minhas! Tô lendo sobre a história grega e latina! Ainda vou falar de Cícero, Sêneca, Plotino...

-O Cícero que conheço é o do mercado... onde tomo umas bicadas!

-É malhar em ferro frio!

-Homem, nem de ginástica eu gosto!

-Pronto, ganhou, Boca de burrice! Vamos mudar, para não piorar!

-Agora falou minha linguagem. A linguagem da rua!

-Quer dizer, a linguagem popular!

E se eu falasse em Shakespeare?...

-Chico Pires?...

-Também, não vai a escola!...

-E tu conheces Amarildo?...

Quem é, nunca ouvi falar!

- Pois é quem enraba tua mulher, quando tu vais estudar!

- Essa é velha, não cola!

- Mais ele é bem novinho e ela quem lhe dá bolas!

-Vamos mudar de assunto?!...

-Já era pra ter mudado... viado!

- Que me diz da política?...

- Com raríssimas exceções, um local em que se junta um punhado de ladrões!

-Mas tem gente de bem!

- No começo inda relutam, mas depois a maioria se torna num bando de prostitutas, respeitando essas donzelas! Tão pacatas, tão singelas. Geni e o Zepelim, Chico Buarque. Apenas no plural, muitas Genis! Estás vendo, Zé, que também entendo do riscado?

-É, para um provinciano!

- Sou Flamengo e tenho nêga chamada Teresa!

-Falei provinciano, pessoa que vive num pequeno lugar, com poucos conhecimentos...

-Tá bom, estrume!...

- Bem que dizem, um dia é da caça, o outro, do caçador!

-Que quer dizer com isso?...

- Nada, não, inteligente!

- E sou! E muito!...

-Tudo bem, Boca. Vamos ao que interessa! E por falar nisso, que é da jornalista Edilene? ... 

- Lima de Sousa,  com S!... Ela deixou o número do celular!

-Pra eu ligar?...

-E quem foi que disse isso?...

-Pensei, né, Boca!

-Homi, ela quer conversa com um velho cheio de tinta! Se chover, derrete toda!

-Inveja mata! Culto, bonito e inteligente!

-E fresco!...

- Hein, Boca, como tu ias dizendo, políticos, todos eles ladrões!...

- Eu não disse isso! Depois o baixinho louro, doido por poder e dinheiro, entra com um processo...Eu disse a maioria! Existe a minoria que é honesta!

- Tu podes dar um exemplo!...

- Lógico que posso, é...peraí, tô me lembrando! Tem um bocado. Não me lembro, agora, mais depois eu digo!

-Promete!...

-Tranquilo! Aguarde. Pode ser já morto?...

- Aí, vai desenterrar defunto?...

-Não, tem honesto vivo!

-Nem morto!

- É você que tá dizendo! 

-Tem outro assunto para falar!

-Até agora, só muita besteira tua e um blá, blá, blá!

-Já vi que não gostas de filosofia!

- Nem da tua titia! Vai te lascar, Zé do Povo!

-Dor no ovo?...

-Ah, tá chegando onde eu quero! Esse é o Zé! Passou o hipnotismo! Sim, me lembrei dos políticos honestos!

- Diz logo, diz logo, diz!...

- Tu foste falar, agora, esqueci! Fica para amanhã, prometo!


* Marcos Nogueira é jornalista