Foto: Catraca Livre

Corpo do ex-jogador também passou por exame para investigar uso de drogas ou álcool antes de morrer

Autoridades argentinas realizaram o processo de retirada diversos itens do corpo de Maradona, como sangue, urina, mucosa e algumas parte do corpo do ex-jogador, como o coração, para análises em diferentes laboratórios. Inclusive, os resultados foram preocupantes quando se retirou o coração.


Segundo o site “Data Clave”, inclusive, o coração de Dieguito apresentou um peso duas vezes maior do que o normal. Ainda segundo a publicação, o órgão apresentou “cardiomiopatia dilatada” e pesava cerca de 500g, com o exato dobro do normal de um ser humano.

A intenção do trabalho é realizar estudos toxicológicos e investigar se o corpo de Maradona apresentará vestígio de uso de drogas ou substâncias nas horas que antecederam a sua morte, ocorrida na última quarta-feira (25).

Com informações de Isto É