Foto: Shutterstock

Um medicamento administrado por via oral já tinha tido resultados positivos na transmissão dos vírus da gripe em animais

Um novo medicamento antiviral, MK-4482/EIDD-2801 ou Molnupiravir, mostrou-se eficaz para travar o contágio do novo coronavírusemfurões, descobriram investigadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Estadual da Geórgia.

Se os resultados se confirmarem em seres humanos, o Molnupiravir poder travar a transmissão do vírus SARS-CoV-2 em 24 horas. Omedicamento administrado por via oral já tinha tido resultados positivos na transmissão dos vírus da gripe em animais.


As conclusões do estudo, liderado pelo professor Richard Plemper, estão publicadas na revista Nature Microbiology. "Esta é a primeira demonstração de um medicamento oral disponível para travar rapidamente a transmissão do SARS-CoV-2", afirma o professor num artigo divulgado no site da Universidade.

O medicamento pode, de acordo com os investigadores, impedir a progressão da doença para uma situação mais grave, diminuir a fase infecciosa, contribuir para aliviar pressão emocional e socioeconômica de um isolamento prolongado e travar rapidamente surtos locais.

Para chegar a esta conclusão, furões infectados foram tratados com o medicamento e colocados em jaulas com animais saudáveis. Nenhum dos animais saudáveis ficou infectado, ao contrário do que aconteceu no caso de furões saudáveis que foram colocados em jaulas com outros que receberam um placebo. Os furões foram escolhidos porque são animais que transmitem rapidamente o vírus, mas não desenvolvem a doença de forma grave.

O MK-4482/EIDD-2801já está na fase II/III de testes clínicos contra o SARS-CoV-2.

Com informações NM