O ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, foi assassinado em plena rua na manhã de hoje. Ele andava pela avenida Sapé por volta das 9h13 quando um homem em uma motocicleta se aproximou e efetuou disparos contra o ex-gestor, de 72 anos.

A câmera de um estabelecimento comercial próximo do local do crime captou o momento da abordagem.


Neste momento, várias equipes da CEATur (Companhia Especializada em Apoio ao Turista) realizam buscas pelo bairro.


Expedito Pereira era médico gastroenterologista e assumiu a prefeitura de Bayeux pela útima vez em janeiro de 2013. Era a quarta vez que ele comandava a gestão municipal daquele município.

O médico havia sido vice-prefeito de Bayeux (1989-1993, PMDB) e assumiu o mandato de prefeito em 1992 após a morte de Lourival Caetano. Prefeito eleito por dois mandatos de Bayeux (1997-2000, PRP-PB; 2001-2002, PMDB-PB). Suplente na legislatura 2007-2011, assumiu o mandato de deputado estadual em março de 2009 na vaga de Iraê Lucena, nomeada secretária estadual de Ação Governamental.

Foi diretor do Hospital Edson Ramalho (1991-1992), em João Pessoa. Foi cassado pela Justiça Eleitoral em 2002. Candidatou-se à prefeitura de Bayeux em 2008 pelo PSB.

Com informações de Parlamentopb