O empresário do setor informático de Patos, recém-eleito vereador, Josmá Oliveira, reuniu-se com enxadristas de nossa cidade, no sentido de ouvir as reivindicações de seus praticantes, para, quando assumir sua cadeira na Câmara, poder encontrar soluções visando a prática desse esporte nas escolas municipais, com o apoio das classes políticas do município e da sociedade local.

E sobre o assunto, disse Josmá Oliveira:"É um compromisso apolítico, de uma vez que não houve pedido ou oferta de voto, que visa unicamente dar apoio e uma certa condição aos praticantes desse salutar esporte, praticado no mundo inteiro e onde todas as pessoas podem praticar, servindo, até, para o desenvolvimento da inteligência, além do exercício da paciência, memória, raciocínio e concentração. O xadrez somente traz o bem"


A reunião realizou-se na tarde do sábado, 19, com o comparecimento de um bom número de enxadristas, quando Josmá Oliveira ouviu todas as reivindicações, garantindo que não iria medir esforços, para assegurar o pleno exercício do jogo de xadrez, tanto em uma sede apropriada, como nas escolas municipais. "Nesse caso,  falou o vereador, não seria uma disciplina obrigatória, mas optativa. Os professores seriam os próprios jogadores e todos os estudantes poderiam estudar e praticá-lo. E depois, já com certa habilidade, poderão participar de torneios locais, regionais, e até interestaduais, com premiações e tudo que fazem jus os que fazem parte desse milenar esporte"

Depois, acrescentou: " Irei entrar com projeto de lei; pedir a colaboração dos nobres pares, que farão o novo legislativo patoense, buscarei o apoio do poder executivo, esperando que a abrangente sociedade de Patos novamente abrace essa causa, que somente o bem pode causar à família da nossa cidade, com ênfase para os jovens, que serão o público alvo do nosso trabalho. Repito, não é um movimento político, porque isso não se faz necessário. É apenas um compromisso que assumi comigo mesmo, e não deixarei de cumprir. Tem mais: Irei fazer parte, como estudante, pois admiro essa prática tão essencial à mente e ao espírito!" Concluindo, revelou que irá cumprir tudo que prometeu, utilizando o que passou a ser refrão em suas palavras: "Sou, doravante, um funcionário da população da cidade, pois será ela que pagará meus subsídios. Ela que me elegeu um representante seu e eu farei tudo para não decepcioná-la!"

Da Assessoria - Marcos Nogueira