Foto: Redes Sociais

Era por volta das 10 horas da manhã desta sexta-feira (18), quando foi encontrado, em um motel de João Pessoa, o corpo do empresário suspeito de matar a esposa e enteada em uma casa no bairro das Indústrias.

Juciara de Lima dos Santos e Joana Eugênia de Lima Andrade, tinham 38 e 19 anos, respectivamente. Conforme a polícia, os corpos das vítimas foram encontrados em andares diferentes da residência. Testemunhas revelaram que o casal estava em processo de separação, mas o homem não aceitava o fim do relacionamento.

Ao lado do suspeito, foram encontradas notas de dinheiro. Ele também segurava uma arma.


Vítimas iam inaugurar loja 

Juciara e Joana estavam prestes a reinaugurar uma loja de descartáveis ainda hoje. O estabelecimento comercial foi destruído por um incêndio no mês de novembro. Uma pequena recepção era preparada para receber os visitantes. 

Empresário não aceitava fim de relacionamento

Segundo parentes das vítimas, o empresário não aceitava a possibilidade de fim da relação com Juciara. Ele teria caracteríscas de homem possessivo e já chegou a agredi-la.

De acordo com informações de uma das filhas do empresário, ele e Juciara não mantinham um bom relacionamento há algum tempo. A filha ainda afirmou que recentemente o empresário descobriu uma traição de Juciara com outro homem da própria rua.

O caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Com informações de T5