O governo do Reino Unido anunciou nesta quarta-feira (30) que aceitou a recomendação da Medicines and Healthcare products Regulatory Agency (MHRA), agência que regula a indústria farmacêutica do país, para autorizar o uso da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela companhia famacêutica AstraZeneca, popularmente conhecida como a “Vacina de Oxford”.

Segundo o Secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, a vacinação começará no dia 4 de janeiro, e o país comprou a vacina em quantidade suficiente para vacinar toda a sua população adulta.


“Este é um momento para celebrar a inovação britânica. Fomos responsáveis pela descoberta do primeiro tratamento a reduzir a mortalidade por Covid-19, e esta vacina estará disponível a alguns dos países mais pobres do mundo com baixo custo, ajudando a proteger um número incontável de pessoas desta doença horrível”, disse.

Com informações de Olhar Digital