Imagem: Alec Wilson/ Aeronave semelhante

Um Boeing 737 desapareceu dos radares do Controle de Tráfego Aéreo no início deste sábado, 9 de janeiro, minutos após ter decolado de um aeroporto na Indonésia.

Embora ainda não haja confirmação sobre o número do voo ou sobre a matrícula da aeronave, a mídia indonésia informa ser um Boeing 737-500 da Sriwijaya Air que decolou de Jacarta.

“O avião é da Sriwijaya Air”, disse Haerul Anwar, gerente jurídico e de comunicação da filial do aeroporto Soekarno-Hatta, quando solicitado sobre uma confirmação do possível acidente.

Apesar da não confirmação dos dados específicos da aeronave, registros do FlightRadar24 mostram que apenas dois Boeings 737-500 da companhia aérea decolaram do aeroporto Soekarno-Hatta na dia de hoje, sendo um deles o de registro PK-CLC, que perdeu altitude minutos após decolar.



Os registros mostram que o 737 chegou a atingir 11 mil pés cerca de 4 minutos após a partida, porém, em menos de um minuto sua altitude rapidamente desceu a zero sobre a Baía de Jakarta, ainda próximo do litoral.

Também é possível notar que a velocidade, que estava em cerca de 300 nós, caiu para 115 nós e então voltou a disparar para mais de 350 nós nos segundos finais do recebimento dos dados.

O Boeing 737-500 é um modelo que entrou em operações comerciais em 1990 e que foi produzido até o ano 2000. Segundo dados do Airfleets, o jato específico desta ocorrência, o PK-CLC, foi fabricado em 1994, portanto, possui pouco mais de 26 anos de uso.

Ele foi entregue à Continental Airlines, passando depois à United Airlines em 2010 após a fusão das duas empresas, e por fim sendo repassado à Sriwijaya Air em 2012.

É importante ressaltar que este modelo é da geração anterior ao 737 MAX, ou seja, não há qualquer possibilidade de se relacionar este possível acidente com o problema encontrado e corrigido no MAX.

Atualizações

Imagens que circulam pela internet mostram o que seriam os primeiros indícios de restos encontrados do acidente. Há um pedaço de roupa e um emaranhado de fios junto ao que parece ser uma chapa metálica. Embora se levante a possibilidade de pertencerem a uma bomba, podem ser apenas fiações da própria aeronave, portanto, é ainda muito precoce fazer suposições como a de um atentado em voo.

Veja a seguir as imagens:


O capitão de um navio com 28 tripulantes, que estava localizado a cerca de 6 milhas náuticas (11 km) do local do impacto perto da Ilha de Lancang, relatou que observou um objeto cair nas águas e se direcionou ao local. Eles encontraram partes de corpos e destroços de uma aeronave.

Com informações de Aeroin