Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (29/1) que o Brasil "não pode ficar comprando vacinas se for possível produção no Brasil. A declaração ocorreu durante solenidade dos Jogos Escolares Brasileiros, em evento fechado no Palácio do Planalto. O chefe do Executivo disse ainda que busca recursos de cerca de R$ 300 milhões para produzir imunizante nacional. Bolsonaro também elogiou o trabalho da equipe da Saúde e Ciência do governo.

"Talento não falta no Brasil. Nós temos aqui gente que, cada vez mais, nos surpreende em todas as áreas. Um é o Marcos Pontes (ministro da Ciência e Tecnologia), que está quase acertando aí, 300 milhões é grana para burro, não temos orçamento, estamos acertando com uma outra área aí, não vai ser do BNDES, não, fica tranquilo (dirigindo-se ao presidente do banco, Gustavo Montezano), fazer a nossa vacina", prometeu.


Por fim, também comentou sobre a validade das vacinas, de cerca de seis meses. "Quem diria, né, fazer a nossa vacina. Porque a vacina que está aí, pessoal sabe que a data de validade está em torno de seis meses, e não pode ficar comprando isso, gastando bastante se pode produzir aqui", concluiu.

Reportagem de Ingrid Soares para Correio Braziliense