Do UOL, em São Paulo

O jornalista José Raimundo Oliveira anunciou hoje sua saída da TV Bahia, afiliada à Rede Globo, após 31 anos na emissora. Ele escreveu:

"Se tem uma coisa que me maltrata é a despedida. Mas como é inevitável, comunico o meu desligamento da TV Bahia. É aquela velha e conhecida regra: relação de trabalho só se mantém quando as duas partes querem."





José Raimundo integrava a equipe da TV Bahia desde a criação da emissora. No Instagram, o repórter relembrou sua trajetória, agradeceu os colegas e disse que ainda não definiu seus próximos passos:


"O horizonte é indefinido por enquanto. E desafiador. É hora de pensar e avaliar. E daqui a pouco pegar a estrada novamente. Aliás, novas estradas pela frente. E ainda muita história pra contar." 

Trajetória


O jornalista nasceu na Bahia, em 1955. Ingressou na TV Aratu, afiliada da Globo em Salvador, na década de 1980. Em 1987, começou a trabalhar na Globo Nordeste. Três anos depois, retornou à capital baiana para integrar a equipe da então recém-criada TV Bahia.


De acordo com o Memória Globo — projeto Memória do Grupo Globo, José Raimundo guarda com carinho em suas lembranças sua primeira matéria no Jornal Nacional, "o funil mais apertado", como diz, na Globo. Foi sobre uma mina de cobre, no norte da Bahia. Para extrair o minério, era necessário descer a quase mil metros de profundidade. Além do risco a que eram submetidos, os trabalhadores passavam horas em condições de total insalubridade.


Ao longo da carreira, José cobriu diversos momentos inesquecíveis do Brasil, como a visita do papa João Paulo II, em 1980, eleições municipais, estaduais e nacionais, conversou com políticos, ministros e até presidentes.


Ainda de acordo com o Memória Globo, José Raimundo adotou o home office durante a pandemia do covid-19, por ter mais de 60 anos e também por fazer parte do grupo de risco. Neste período, o jornalista viu algumas de suas reportagens reprisadas no Globo Repórter.