O vereador Josmá Oliveira esteve reunido com dirigentes de escolas privadas de  Patos, procurador do município, Alexsandro Lacerda, advogado das referidas escolas, André Luiz, a fim de discutirem a probabilidade da volta às aulas, projetada para o próximo mês, obedecendo o modelo híbrido, o que significa aulas presenciais e a distância, havendo, ao final, o indicativo que já no próximo mês de fevereiro esse retorno possa acontecer, de maneira gradativa e se tomando todas as precauções, tudo conforme as normas do Conselho Estadual de Educação, Vigilância Sanitária e Secretaria de Saúde, e após  publicação de um decreto.


Vale salientar que os pais de alunos terão participação ativa, podendo analisar qual a melhor solução, no ato da matrícula  se querem a volta agora ou se em outro período do ano letivo.

Explicou o parlamentar do Patriota, Josmá, que "não se pretende pôr estudantes em risco, em virtude da covid-19, mas se encontrar uma solução para o delicado problema. Eles não podem ser penalizados com a "fuga" às aulas presenciais, fundamentais para o seu comportamento social e familiar, de uma vez que outras situações de conflito podem se gerar na permanência isolada do lar. 

Vejam que ninguém está imune ao contágio, mesmo no confinamento de casa, e na escola, obedecidas todas as recomendações, o risco será muito menor do que fora dela, além de proporcionar momentos de descontração no meio escolar".

Após a reunião, realizada de maneira pacífica, era evidente o otimismo por parte de todos os presentes, com bons indicativos que a retomada das aulas nas escolas privadas poderá acontecer em breves dias, logo após o decreto, com todas as regras a serem cumpridas pelas partes envolvidas.

Com informações da Assessoria