Foto: Ascom

A Polícia Federal na Paraíba, através da sua unidade de Campina Grande, desencadeou nesta quinta-feira (11), a Operação Manilkara.

A operação contou com a participação de 20 policiais federais que cumpriram oito mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da 16ª Zona Eleitoral de Campina Grande.

A operação foi batizada com o nome científico da árvore Massaranduba, uma referência ao município em que foram cumpridas todas as medidas judiciais.

A investigação começou a partir do momento em que a Polícia Federal em Campina Grande recebeu notícia de crime relacionada à possível prática de conduta popularmente conhecida por compra de votos, que teria ocorrido no município de Massaranduba.


Segundo restou apurado, um candidato a vereador, mediante o auxílio de terceiros, teria oferecido, a eleitores, em troca de votos, benefícios tais como próteses dentárias, material de construção e dinheiro.

Os investigados responderão pelos crimes de associação criminosa (art. 288 do Código Penal – Pena de reclusão de 1 a 3 anos) e compra de votos (art. 299 do Código Eleitoral – Pena de reclusão de até 3 anos).

Será concedida entrevista coletava na Delegacia de Polícia Federal em Campina Grande às 11h.

Com informações de Paraíba On Line