Diante de muitas especulações surgidas sobre a possibilidade de filiação do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) ao PT, o presidente estadual da sigla, Jackson Macedo, comentou hoje o assunto e disse que essa tese não existe. Segundo Jackson, nem Ricardo e nem o PT jamais trataram do assunto: “Ricardo está inelegível até 2022. Ele não teria motivo para buscar uma nova filiação agora. E o PT também não tem esse foco, atualmente”, explicou,

Os rumores sobre o eventual retorno de Ricardo Coutinho ao PT se intensificaram depois que o deputado federal Gervásio Maia admitiu ter se distanciado politicamente do ex-governador. O parlamentar é o presidente estadual do PSB e revelou, inclusive, que a candidatura de Ricardo a prefeito de João Pessoa no ano passado não foi discutida internamente, o que lhe causou estranheza.


Ainda em relação à candidatura, ao buscar através da direção nacional, o apoio do PT de João Pessoa, Ricardo acabou atraindo a antipatia do diretório municipal do partido, que acabou sendo alvo de intervenção. O clima, portanto, caso ele decida voltar ao PT, não será de paz e acolhimento.

Inelegibilidade – Ricardo Coutinho foi tornado inelegível em novembro de 2020 por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por causa de ações de investigação judicial eleitoral referentes à concessão de microcrédito pelo programa Empreender, a distribuição de kits escolares, bem como a contratação e exoneração de servidores comissionados em período eleitoral.

Com informações de Parlamentopb