Foto: Coordecom/Campina Grande

Os leitos já contam com todos os seus monitores disponíveis. Além disso, o prefeito recebeu a garantia do Ministério da Saúde de que a cidade vai receber mais dez respiradores.

Bruno informou ter mantido contato com o Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) e pediu a reabertura de 10 leitos de UTI que voltarão a funcionar a partir desta quinta-feira, 4 de março.

“Com isso, teremos a ampliação com mais dez leitos no Pedro I e mais dez no HU de nossa cidade. Trata-se de mais uma medida preventiva para assegurar o melhor tratamento e atendimento possível a nossa população”, disse Bruno.


No controle da situação

O prefeito também fez um panorama da ocupação do Pedro I. Atualmente, o hospital conta com 50 leitos de UTI, dos quais 27 encontram-se ocupados, representando 54% de ocupação. Metade dos pacientes é de Campina Grande e os outros 50% oriundos de outras cidades da região polarizada pelo Município.

A unidade conta, ainda, com 84 leitos de Enfermaria, nos quais estão sendo assistidos 48 pacientes, ou seja, a taxa de ocupação é de 56% neste setor.

Bruno Cunha Lima lembrou, ainda, que existem leitos no Hospital da Criança, no Isea (Maternidade Municipal), como também hospitais privados conveniados (como Antônio Targino e João XXXIII).

Medida de reforço

Ele informou que a cidade tem cumprido todas as suas obrigações quanto à prevenção e tratamento da pandemia do novo coronavírus. Além disso, o Município está entrando no Consórcio Nacional de Municípios para implementar o Plano Nacional de Imunização.

A meta é antecipar e agilizar o processo de vacinação da população campinense. Com isso, além das vacinadas fornecidas pelo Ministério da Saúde, as cidades participantes do consórcio poderão adquirir suas próprias vacinas.

A cidade atua em três grandes frentes: vacinação, internação e atendimento precoce (com testagem, medicação e outros procedimentos). A meta é prestar um serviço de excelência. Com isso, Campina Grande é referência no trabalho de tratamento da Covid-19, não enfrentando, neste momento, a possibilidade de colapso em seu sistema de atendimento.

Por fim, o prefeito campinense fez apelo à população para que colabore nas ações preventivas para o controle do avanço do novo coronavírus na cidade, pois com muita união será possível vencer a atual crise sanitária. Ele defendeu uso de máscaras e medidas de higiene por parte de todos.

Tito Lívio

Na sua companhia, esteve o diretor do hospital, Tito Lívio, que teve a oportunidade de apresentar durante transmissão nas redes sociais do prefeito, os novos leitos e equipamentos em vias de instalação.

Além dos equipamentos, o diretor lembrou que a equipe de profissionais trabalha em tempo integral desde o início da pandemia, com médicos, enfermeiros e muitos outros dedicados servidores.

Com informações de Paraibaonline