O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), questionou neste sábado (07), a inclusão de Campina Grande na lista de bandeiras laranjas no Plano Novo Normal Paraíba, divulgado pelo Governo do Estado. Segundo ele, a cidade não pode ser penalizada ‘por estar ajudando irmãos de outras cidades’.

Isso porque a nova classificação leva em consideração a ocupação de leitos na cidade, que de acordo com o parâmetro estadual, está em 74%. O município recebe pacientes de outros municípios do estado.


“Repito! Qual o sentido de rebaixar #Campina de bandeira pelo fato de nossos leitos estarem ocupados por pacientes que vieram ser socorridos na cidade? Se quiserem nos ajudar, ajudem a fiscalizar ainda mais o comércio, os restaurantes, os campos de futebol, os bares, as igrejas”, disse.

“Não quero e não vou politizar essa discussão, mas também não posso deixar de defender a cidade, defender o direito de quem está seguindo as regras e cumprindo as medidas sanitárias. Campina está numa situação diferenciada porque fazemos nossa parte com planejamento e eficiência”, considerou o gestor.

Bruno Cunha Lima foi convidado pelo governador João Azevêdo (Cidadania) para participar de reunião, na tarde de hoje, com Cícero Lucena (PP) e representantes dos Ministérios Públicos e Tribunal de Contas do Estado. Na pauta, novas medidas para combater a pandemia no estado.

Com reportagem de Felipe Nunes para o Polêmicaparaíba