Foto: Reprodução Tv. Senado

Em pronunciamento nesta terça-feira (30), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), anunciou a entrega de um pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, ao presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco. O pedido foi entregue na última sexta-feira pelo próprio Girão, acompanhado dos senadores Jorge Kajuru (Cidadania-GO) e Styvenson Valentim (Podemos-RN) durante audiência de uma hora com Pacheco.

O parlamentar afirmou que o motivo principal do pedido foi a instauração por Moraes do inquérito sobre as fake news e foi respaldado pelo abaixo-assinado organizado pelo advogado e comentarista de TV Caio Coppolla, que segundo ele teve o apoio de quase 3 milhões de cidadãos.


Girão afirmou ter "muita esperança" de que possa ser aberto um procedimento de impeachment contra Moraes, tão logo passe a fase aguda da pandemia, já que agora o momento é de "união nacional". Para ele, a aceitação do pedido de impeachment do ministro do STF, que é uma prerrogativa do Senado, será um passo importante para acabar com a “ditadura do judiciário” que, na sua opinião, intimida até parlamentares.

— Nós estamos vendo cada vez mais o cidadão de bem ser intimidado. É isso que a gente percebe, que o cidadão de bem já está perdendo um pouco a esperança, porque vê o que está acontecendo, os mocinhos virando bandidos, os bandidos virando mocinhos — afirmou.

Fonte: Agência Senado