Foto: Secretaria-geral da Presidência

Trecho inaugurado facilitará o escoamento da produção agrícola do Centro-Oeste ao Porto de Santos

Localizado entre São Simão (GO) e Estrela D'Oeste (SP), foi liberado nesta quinta-feira (4) um trecho de 172 quilômetros da Ferrovia Norte-Sul, que facilitará o escoamento da produção agrícola do Centro-Oeste para o Porto de Santos (SP). 

O Presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, participaram do evento, em São Simão.

Esse trecho da Ferrovia Norte-Sul é operado pela Rumo, empresa que arrematou, em leilão, em março de 2019, os tramos central e sul da ferrovia. Com duração de 30 anos, o contrato abrange 1.537 quilômetros entre Porto Nacional (TO) e Estrela D’Oeste (SP), que estarão totalmente operacionais até o fim de julho de 2021.


“Tem uma revolução acontecendo na infraestrutura, às vezes sem ser percebida. Tivemos em Anápolis em 31 de julho assinando o contrato e hoje estamos aqui celebrando uma entrega importante, a ligação de Estrela D’Oeste a São Simão. Mais de R$ 700 milhões investidos nesse segmento que vai começar a transformar a realidade local, a vida das pessoas”, afirmou o ministro.

O ministro destacou a importância dos investimentos em ferrovias, que aumentarão a participação do modal na matriz de transportes brasileira nos próximos anos e dinamizará a economia.

 “Os países desenvolvidos costumam ter 40% em média de participação do modal ferroviário na matriz de transporte. Estamos plantando as sementes que vão nos levar de uma participação de 15% para 35%. Isso não vai acontecer em 50 anos, isso vai acontecer nos próximos 8, 10 anos.”

Também foi inaugurado o terminal rodoferroviário de São Simão, que será administrado pelas empresas Rumo e Caramuru Alimentos, que investiram na construção do projeto. No local, será feito o transbordo, ou seja, o escoamento da produção de cargas como soja, milho e farelo de soja. A previsão é movimentar mais de 5,5 milhões de toneladas de produtos por ano. O terminal está interligado à Ferrovia Norte-Sul.

A Ferrovia

A Ferrovia Norte-Sul, cujo projeto foi anunciado ainda durante o governo José Sarney (1985-1990), foi desenhada para ser a espinha dorsal do sistema ferroviário nacional. Projeção da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) indica que a demanda potencial da Norte-Sul é de movimentar 22,73 milhões de toneladas de cargas até 2055.

A Ferrovia Norte-Sul reduz os custos de transporte e, assim, barateia a comercialização dos produtos no mercado interno e também os torna mais competitivos no exterior. O transporte ferroviário ainda incentiva a produção agrícola, reduz a emissão de poluentes e os acidentes em estradas.

Conexão à internet

Durante a cerimônia, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, anunciou a instalação de um ponto do programa Wi-Fi Brasil no distrito de Itaguaçu (GO), que tem mais de mil pessoas e, até então, não tinha sinal de internet. De acordo com o ministro, em Goiás, já são mais de 141 pontos de internet da iniciativa.

A antena, o roteador e os aparelhos necessários para captar o sinal do satélite estão instalados na subprefeitura do distrito.

“O Governo Bolsonaro já levou 13.615 pontos de internet para várias localidades no Brasil. Desses, 10 mil são para escolas rurais, para crianças que não tinham nenhum acesso”, enfatizou.


Com informações do Ministério da Infraestrutura, Trânsito e transportes