Foto: ikustrativa


Um morador da cidade de Patos, postou em uma página de rede social, informando que os contratados da prefeitura que trabalham na linha de frente no combate à covid não receberam doses da vacina por não serem efetivos, assim não constam na lista das pessoas prioritárias.

O fato aconteceu na Unidade de Saúde, Osman Ayres, no Bairro do Sto. Antônio no momento em que o idoso foi tomar a primeira dose da vacina contra o coronavírus.


Ele perguntou a uma pessoa na recepção, se ela já havia tomado a vacina e ela respondeu que não, pois não era efetiva.

O senhor achou estranho, pois a atendente é uma das pessoas que tem contato com diversas situações, inclusive pessoas contaminadas por Covid-19



NOTA

De acordo com a Gerência de Vigilância em Saúde do município de Patos, os profissionais da linha de frente no combate à Covid-19, incluindo os que atuam nas unidades básicas de saúde, foram imunizados ainda na primeira fase da campanha de vacinação contra a Covid.


O gerente da Vigilância em Saúde, Laerth Júnior, informou que não houve qualquer distinção entre profissionais efetivos ou contratados, para que recebessem a vacina. 


Caso algum profissional tenha começado no trabalho recentemente, e por esse motivo não tenha recebido a vacina naquele primeiro momento. Este será imunizado logo após a conclusão das pessoas idosas, que neste momento estão como prioridade.

 


Da redação blogdonegreiros1.com