Cervejas foram apreendidas em uma propriedade na cidade de Puerto Quijarro

A Aduana Nacional da Bolívia determinou a destruição de 60 toneladas de cerveja de origem brasileira, apreendidas em propriedade privada na cidade fronteiriça de Puerto Quijarro, informou o Quinto Distrito Naval "Santa Cruz" da Marinha Boliviana, onde a mercadoria estava sob custódia desde 20 de julho. As cervejas chegaram até a região de fronteira por Corumbá.

De acordo com as informações, a cerveja enlatada estava em um armazém no bairro de São Francisco, onde funcionários da alfândega chegaram com forças militares, aguardando ordem do promotor para realizar a abordagem e apreensão das cervejas na propriedade.

Os trabalhos terminaram no dia 23 de julho, quando a Alfândega instruiu a transferência da mercadoria para seus armazéns, onde terão início as ações judiciais. A Armada destacou que apoia o trabalho aduaneiro em cumprimento à Lei 1053 sobre “Fortalecimento do Combate ao Contrabando”.

Com informações do jornal El Deber.