Tores erguidas na Serra de Sta. Luzia-PB
O Nordeste brasileiro bateu recorde na geração de energia eólica e solar.

De acordo com a ONS (Operadora Nacional do Sistema Elétrico), no dia 19 de julho, a geração instantânea alcançou 2.211 MW às 12:14, volume suficiente para atender 20% da demanda do Subsistema do Nordeste naquele momento. O último recorde do tipo foi registrado no dia 28 de junho.


O nordeste também tem tido desempenho em outra fonte de energia limpa: a eólica, gerada pelo vento. O terceiro recorde de geração média do mês ocorreu no dia 21 julho, quando a ONS identificou a marca inédita de 11,094 MW médios, valor capaz de atender quase 100% da demanda da região no dia.

                                              Serra de Sta. Luzia-PB

Na região de Sta. Luzia na Paraíba, podemos avistar da BR-230, várias torres geradoras de energia que forma o Complexo Sta. Luzia, formado pelos parques, Canoas, Lagoa I e Lagoa II. Localizados nos municípios de São José do Sabugí, Sta. Luzia e Junco do Seridó. na Paraíba. Cada um tem 15 aerogeradores  com capacidade instalada de 31,5 MW.

Os três parques entraram em operação nos meses de setembro e outubro de 2017, sendo os primeiros do Grupo no estado da Paraíba e o primeiro da região do sertão paraibano.

​​O empreendimento do Grupo Neoenergia será ampliado com a construção de mais 15 parques eólicos do Complexo Chafariz na mesma região da Paraíba, o que o tornará o maior comp​lexo eólico da Empresa na América Latina. 


Veja a construção de uma torre em Time Lapse:




Da redação blogdonegreiros1.com com informações de O Informante