Inicia disputa  as gigantes produtoras de bebidas Coca Cola e Ambev no mercado brasileiro.


Após Heineken reincidir contrato com a Coca Cola, a gigante do mercado de bebidas não alcoólicas, decidiu se inserir no mercado de cerveja e está comprando a famosa cervejaria produtora de cervejas premium, Therezópolis. Além disso, o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) já foi notificado e as empresas estão aguardando a aprovação do negócio. A notícia agitou o mercado e segundo especialistas a disputa entre a Coca Cola e Ambev vai se acirrar!

A Coca-Cola FEMSA e a Andina — donas de mais da metade do volume de Coca-Cola no Brasil — usarão a Therezópolis para se posicionar novamente no mercado de cervejas, após o fim do contrato com a holandesa Heineken. Depois de comprar a Schincariol há quatro anos, a marca holandesa decidiu por fim ao acordo de distribuição que mantinha com o Sistema Coca-Cola desde os anos 80.

A transação inicia uma disputa entre as gigantes produtoras de bebidas Coca Cola e Ambev no mercado brasileiro! — hoje dividido entre Ambev, Heineken e Petrópolis — e marca a primeira vez que a Coca-Cola Company autoriza fabricantes a adquirir uma marca de cerveja,

Therezópolis possui 8 rótulos de cervejas premium como a Gold, Rubine e Ebenholz. A empresa foi fundada em 1912 com sede na cidade de Teresópolis no Rio de Janeiro, e foi reaberta em 2016, após fechar em 1922. A cervejaria é uma marca premium artesanal com um market share pequeno e alta percepção de valor: uma garrafa custa R$ 12,90 no varejo.

Com informações de CPG