Artista de 66 anos também já trabalhou com nomes como Caetano Veloso, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

O músico Paulo Rafael morreu nesta segunda-feira, 23, aos 66 anos. Referência da guitarra no País, ele fazia parte da banda de Alceu Valença e do Ave Sangria.

O artista estava internado em tratamento de um câncer no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, porém não resistiu e morreu. As informações foram compartilhadas nas redes sociais de Paulo.


No Instagram, os familiares lamentaram a perda e anunciaram detalhes do velório, que será nesta terça-feira, 24, no Cemitério da Penitência, no Rio de Janeiro. O corpo dele será cremado por volta das 13h.

"É com profunda tristeza que comunico que meu pai, nosso amigo, lendário guitarrista e amor da vida da minha mãe levantou voo. Depois de uma longa batalha contra um câncer nosso guerreiro descansou", iniciou o texto.

"O velório acontecerá amanhã dia 24, no Cemitério da Penitência, capela 8 às 11h15 e a cerimônia de cremação no mesmo dia e local às 13h15, no Rio de Janeiro", finalizou.

O guitarrista teve uma parceria de mais de 40 anos com Alceu Valença, além de várias participações como produtor de nomes consagrados como Zé Ramalho, Geraldo AzevedoElba Ramalho e Lobão. Foi ele quem escreveu o arranjo da faixa Vaca Profana, de Caetano Veloso, gravado por Gal Costa







Com informações de Estadão Conteúdo