O quadro Fiscalizando do Olho Vivo constatou a existência de um inquérito civil público, no âmbito do Ministério Público da Paraíba, que investiga irregularidades em alguns serviços farmacêuticos sem registro de profissionais perante o Conselho Regional de Farmácia da Paraíba

O quadro Fiscalizando, veiculado no programa Olho Vivo, da TV Diário do Sertão, que vai ao ar de segunda a sexta, das 12 às 14 horas, divulgou nesta sexta-feira (17) um levantamento realizado no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba e no Ministério Público Estadual, a respeito do município de Patos, localizado no Sertão do Estado da Paraíba, que tem como prefeito Nabor Wanderley da Nóbrega Filho (Republicanos).


Uma Inspeção Especial de Gestão de Pessoal foi instautada pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, através do processo nº 01435/2021 e segundo o relatório inicial da auditoria da Corte de Contas, datado de 30 de abril deste ano foi verificado que o município de Patos estaria mantendo contratos temporários para cargos da área da saúde municipal, de farmacêutico, enfermeiro, técnico de enfermagem e técnico de farmácia, mesmo na vigência do Concurso Público 001/2018, no qual consta uma relação de candidatos aptos a assumirem tais cargos e que as escalas dos plantões não estariam sendo preenchidas, havendo pagamento de extras aos profissionais. Ainda se extrai do relatório que os contratados não teriam sido submetidos a processo seletivo simplificado e que os contratos já duram mais de 24 meses.


Sendo assim, ao consultar os dados da folha de pessoal do município de Patos, mó Sagres, do TCE, há, atualmente, 1399 servidores temporários no quadro municipal, refletindo em quase 50% do quadro total de pessoal.

Atrelado a isso, a reportagem ainda constatou a existência de um inquérito civil público, no âmbito do Ministério Público da Paraíba, de n. 001.2021.021889, instaurado em 06/09/2021, pelo Promotor de Justiça de Patos, Dr. José Carlos Patricio, que investiga irregularidades em alguns serviços farmacêuticos sem registro de profissionais perante o Conselho Regional de Farmácia da Paraíba.



OUTRO LADO

Tentamos contato com o prefeito de Patos, Nabor Wanderley (Republicanos), mas até o horário da publicação dessa matéria, nossas ligações não foram atendidas nem retornadas. Deixamos aqui, portanto, o e-mail diariodosertao@gmail.com para que o prefeito, se assim desejar, nos envie suas explicações sobre os fatos.

O blogdonegreiros1.com também disponibiliza espaço para defesa da prefeitura de Patos.


Reportagem de José Dias Neto para O Diário do Sertão.