Um acidente aéreo no início da tarde do domingo, 3 de outubro, foi registrado em Milão, na Itália, quando um avião monomotor turboélice caiu e atingiu uma construção poucos minutos após a decolagem.


Segundo dados do Aviation Safety Network, a aeronave envolvida foi o Pilatus PC-12 registrado sob a matrícula romena YR-PDV, que havia acabado de decolar do Aeroporto Milano-Linate.

Publicidade

Conforme histórico de voo da plataforma de rastreamento RadarBox, o turboélice decolou da pista 36 de Linate logo após as 13h00, horário local, e fez uma subida à direita até voltar a cruzar a vertical do aeroporto, já a cerca de 5.300 pés (1.600 metros) de altitude.

Na sequência, logo após a vertical do aeroporto, a aeronave entrou em uma descida íngreme até o solo, cerca de três minutos após ter decolado.


Um grande incêndio tomou conta do local, que felizmente era um prédio vazio supostamente ainda em construção, mas o avião Pilatus foi completamente destruído, matando todas as oito pessoas a bordo. Segundo o portal Sky News, os ocupantes eram os dois pilotos e seis passageiros, incluindo uma criança.

Ainda segundo o portal, a promotora de Milão, Tiziana Siciliano, disse que o avião seguia em voo até certo ponto até que “uma anomalia apareceu na tela do radar e ele mergulhou”, atingindo o prédio, e que oficiais da torre de controle relataram que nem o avião, nem os pilotos emitiram alerta. A caixa preta foi recuperada e será analisada.


Com informações de Aeroin