Phil Collins durante show do Genesis na Escócia, em outubro de 2021 (Foto de Roberto Ricciuti/Redferns)


Phil Collins irá precisar responder sob juramento de Justiça se toma banho e escova os dentes. Os temas de higiene pessoal são tema de um processo que a ex-esposa do músico, a designer de jóias Orianne Cevey, move contra ele.

As informações são do Daily Mirror. De acordo com o tabloide, os advogados de Collins tentaram tirar as pautas de foro íntimo do processo, mas tiveram o pedido negado pelo juiz responsável pelo caso.


Cevey pede na Justiça a posse de metade de mansão onde o casal vivia em Miami, nos Estados Unidos. O imóvel está avaliado em US$ 40 milhões - algo em torno dos R$ 220 milhões, na conversão atual.

Collins e Cevey se casaram em 1999 e tiveram dois filhos. Os dois se divorciaram oficialmente em 2006, num processo que rendeu US$ 46,7 milhões para ela, mas voltaram a viver juntos em Miami, em 2016.

Publicidade

No ano passado, o casal se desentendeu publicamente. Na época, a imprensa noticiou que Phil Collins foi expulso pela designer de jóias da própria mansão de Miami, onde ela estaria morando com um novo namorado.

Orianne Cevey e Phil Collins posam para os fotógrafos em evento realizado em 2018 (Foto de Desiree Navarro/Getty Images)

A confusão não parou por aí. No processo na Justiça, Cevey afirma que o músico é viciado em em antidepressivos e analgésicos, tem comportamento abusivo, não consegue mais fazer sexo e não tomou banho ou escovou os dentes de 2019 até agosto de 2020.

Os advogados do líder do Genesis afirmam que as acusações de foro íntimo "contém uma litania de alegações comprovadamente falsas, imateriais, impertinentes, escandalosas e obscenas que nada têm a ver com as reivindicações legais neste caso" e trabalharam que Cevey não tenha direito à mansão.


Com informações de Yahoo